Rastro

Uma das coisas que mais me atrai na escrita é um certo estado de espírito que se cria, uma disposição que passa pelas coisas que chamamos de contemplação e calma, ainda que não me pareça ser exatamente isso. A linguagem, a relação com a linguagem tem um papel importante, de que já falei mais vezes … Continue lendo Rastro

Anúncios

Dá-me a tua mão #2

[Esse texto inscreve-se como comentário a "Dá-me a tua mão", publicado neste blog em 2012] Que a escrita seja, como dizem, solitária, pode até ser verdade - mas é ainda mais verdade que ela conjura sempre alguma companhia. Pode ser uma multidão, ou não. Pode ser um ou outro, ter ou não ter um rosto. … Continue lendo Dá-me a tua mão #2