Condicional

Que acasos esparsos me ungissem os passos me aguardassem pelas curvas mais agudas da trilha   Que me tingissem alvores, rubores, negrumes As gulas, ventos, doces tempos Toda a certidão, hesitação, patifaria   Que houvesse descaso, esparramado docemente ao sabor das ventanias   Que eu perdesse tudo, tudo tudo em que me reconheço, que só …

Continue lendo Condicional

Anúncios

Não que eu possa

Não que eu possa ver Tecer uma verdade por nós dois   Não que eu possa crer Que haja esperança pra depois   Se a gente retomar Olhar uma vez mais Nos olhos do amor-pátria que um dia nos uniu Não quero escarnecer Mas que isso vá pra puta que o pariu   Bom senso …

Continue lendo Não que eu possa

A flecha

Quem vive na cidade imagina muitas vezes que os povos indígenas a áreas florestais vivem perdidose em meio à mata fechada, errando em meio às árvores como escoteiros principiantes, tateando seus caminhos rumo ao rio mais próximo e, assim que possível, rapidamente de volta à aldeia, tementes de qualquer desvio que os condenaria a vagar …

Continue lendo A flecha

O mesmo

Sabe aqueles avisos nos halls de prédio, dizendo para verificar se o mesmo encontra-se parado no andar antes de entrar no elevador? Bom, pelo menos por enquanto posso lhe dizer que pode ficar tranquilo, porque ele não está lá: está aqui comigo, em casa. Não sei como nem quando ele chegou – nesse sentido os …

Continue lendo O mesmo