Rastro

Uma das coisas que mais me atrai na escrita é um certo estado de espírito que se cria, uma disposição que passa pelas coisas que chamamos de contemplação e calma, ainda que não me pareça ser exatamente isso. A linguagem, a relação com a linguagem tem um papel importante, de que já falei mais vezes …

Continue lendo Rastro

Anúncios

A dança alvissareira das palavras-ninfas

Uma parente muito querida responde a uma notícia minha postada em rede social, dizendo que a notícia era "alvissareira". Fiquei muito feliz, mesmo não sabendo exatamente o que significava. Afinal é fácil imaginar uma notícia alvissareira voando por aí, passarinhando, ou uma notícia alvissareira passando jovialmente pela multidão em alguma festividade medieval, lançando pétalas de …

Continue lendo A dança alvissareira das palavras-ninfas

Na esquina da Borges com a Foucault, uma biblioteca

  Estava há muito tempo sem visitar meus livros de/sobre Nietzsche quando recebi o convite para escrever um prefácio para um amigo que escrevera um livro sobre o tema. Não poderia recusar o convite, e a oportunidade de reler e, principalmente, escrever a respeito até me animavam um pouco. Por isso, naquela terça-feira - nunca …

Continue lendo Na esquina da Borges com a Foucault, uma biblioteca

Prolegômenos e desvarios para uma biologia endógena da escrita

  Tales Ab'Sáber termina a introdução de O Sonhar Restaurado dizendo: "ofereço ao leitor o trabalho de alguns anos de minha vida, na esperança de poder, de uma forma ou de outra, chegar a reelaborá-lo nos próximos, considerando então a contribuição criadora das leituras possíveis".   A colocação me fez repensar uma compreensão que por …

Continue lendo Prolegômenos e desvarios para uma biologia endógena da escrita