Flora Jair

Eu acordo estranhando o fato de ter dormido – mas com certeza dormi, porque a dor nas juntas, nas costas, no abdômen, no rosto, no corpo todo lateja de um jeito certamente mais nítido do que alguns segundos atrás. O cheiro de umidade me enoja, uma vez mais. Desde quando será que estou aqui? Parece … Continue lendo Flora Jair

Bilidim

Ela, ali – Bilidim, problema social. Vira de lado diante do espelho, dá uma estudada no formato da barriga, mas não: ainda não dá pra notar nada. Mas o moleque tá lá. O moleque tá lá dentro, mano! Ali dentro da barriga dela - não dá nem pra ver, mas ele tá ali, bonitinho. Bonitão … Continue lendo Bilidim

Busca Vida

Oi! A bala bateu só agora e eu não vou dormir tão cedo, então tô aqui te mandando esse áudio. Eu podia tá roubando, podia tá roubando, mas tô aqui, te gravando esse áudio. Foi lindo te conhecer. Eu não quero ser brega tão cedo, mas você foi a coisa mais doce e mais forte … Continue lendo Busca Vida

O mesmo

Sabe aqueles avisos nos halls de prédio, dizendo para verificar se o mesmo encontra-se parado no andar antes de entrar no elevador? Bom, pelo menos por enquanto posso lhe dizer que pode ficar tranquilo, porque ele não está lá: está aqui comigo, em casa. Não sei como nem quando ele chegou – nesse sentido os … Continue lendo O mesmo