Outro livro que não li

...   ter o livro ao alcance das mãos, e ter o tempo de abri-lo, e querer abri-lo, e não abri-lo - pode?   Eu quero ler; quero muito. Como pode?   Já passei por isso antes, mas foi diferente. Há algum tempo apaixonei-me por um livro não lido. O livro tinha até uma versão … Continue lendo Outro livro que não li

Sobre nada, como tudo. ondas

  Vou me comprar um erro. Um belo erro, comprido e redondo, que me ocupe e me faça perder noção do tempo, até o tempo acabar com isso de uma vez; com meu erro passa mais rápido o dia, e acaba logo a semana, e o mês, e o ano, e aí a gente morre … Continue lendo Sobre nada, como tudo. ondas

Palavras têm gosto de nada

Para Jorge Luís Borges, que continuamente tem me surpreendido e mobilizado, são poucas as idéias - essas poucas idéias fazem-se muitas por serem pensadas de formas e ângulos distintos por homens distintos. Há escritores com tino para o efeito estético do uso das palavras, que transmitem aquela idéia que não é só deles de forma … Continue lendo Palavras têm gosto de nada