Submissão

Em "Submissão", publicado no Brasil em 2015 pela Alfaguara, o romancista francês Michel Houellebecq retrata uma França em transição: transição do modelo democrático secular para o modelo islâmico (teocrático, ao que tudo indica). A contrário de nossas intuições mais rápidas (e preconceituosas), a transição não é fruto de uma tomada violenta de poder ou de … Continue lendo Submissão

Os tempos e os modos da violência à brasileira

Estou até as tampas com suas teorias, seus poemas e partidos revolucionários. Por aqui a palavra Direito não se fez por inteiro. Vagner Souza, “Sofrimento de Fátima”   Certa vez discutia com Vagner Souza, um educador, poeta e amigo, sobre a violência de Estado no Brasil e sobre o impacto dos acontecimentos políticos recentes nesse … Continue lendo Os tempos e os modos da violência à brasileira

Contra a Nota Técnica “Nova Saúde Mental”

No dia 4 de fevereiro de 2019 o governo de Bolsonaro publicou a Nota Técnica no. 11/2019, conhecida como "Nova saúde mental". O documento vem sendo criticado por diversos setores, sob diversos ângulos - o Conselho Federal de Psicologia, por exemplo, publicou um repúdio à Nota. Escrevo este texto para expor minha avaliação acerca da … Continue lendo Contra a Nota Técnica “Nova Saúde Mental”

Lamento do Império Colonial

Vínhamos - não todos, todos. Era um engano imenso, do tamanho de um país. Estávamos unidos, uma farsa só, bandeiras a tremular, corações a tremular, pensamentos, todos tão seguros, hasteados nos mais altos mastros. Sorríamos uns aos outros, encantados conosco. Era uma festa, e era uma redenção, uma luta ganha de antemão. Uma luta ganha … Continue lendo Lamento do Império Colonial

o ponto cego, o nó da costura do tempo e a solda improvisada com isqueiro

É certo, quase certo, que quando naufragar de vez esse nosso verde-amarelo submarino, terá vindo da avenida paulista a derradeira e decisiva rachadura. sabemos, como se soubéssemos, que é lá que se jogam no presente os trucos do passado e os blefes do futuro. é lá que se olham nos olhos os parceiros, certos de … Continue lendo o ponto cego, o nó da costura do tempo e a solda improvisada com isqueiro

Acusei-me

Vladimir Safatle publicou ontem, em sua coluna semanal na Folha, um texto veemente e afirmativo, chamado “Nós acusamos”. No texto profetiza a permanência nas ruas dos manifestantes anti-golpe, conclama a esquerda a uma “auto-crítica implacável” e acusa as grandes empresas de mídia e os defensores do impeachment por sua participação nos últimos eventos. Quanto a … Continue lendo Acusei-me