Breve devaneio, dois dias depois de encontrada a carta sobre a mesa da sala quando imaginou que tudo estava bem

  Ele teria um barco, e seu barco se chamaria "O desengano".   A bordo do desengano ele singraria mares e vidas, e a dor de uma amizade rompida, e uma estadia num país estrangeiro trocado por outro ainda mais estrangeiro, porque ele ama a vida e não as coisas da vida e seu tempo … Continue lendo Breve devaneio, dois dias depois de encontrada a carta sobre a mesa da sala quando imaginou que tudo estava bem

Inefável – Pessoana #1

Falho e falível Assumidas as limitações Estabelecidos os contornos Postas as circunscrições Eis-me um As sombras do passado e futuro a fazer-me simples Os tempos e peles a fazer-me vivente Os arremessos,         destemperos,                  o irremediável,  e eu já o outro em mim O errante e o narciso a fugir de si, de si … Continue lendo Inefável – Pessoana #1

Os poros do chuveiro

[       Trilha sonora sugerida: http://www.youtube.com/watch?v=SfVBDBcWuA0       ]    3 dias.    Banho. Barba, louça, roupa, mesmo os pensamentos.     Banho.     3 dias.     Bizarro. Ridículo. Incompreensível, inimaginável.     E não faz o menor sentido. Eu sou uma pessoa absolutamente normal; eu era uma pessoa normal. Eu sou. Não. Não, não é, tudo certo, é isso.     Banho. … Continue lendo Os poros do chuveiro