Ora viva quem vive!

Um errante pode passar muito tempo, pode mesmo passar tempo demais, sem passar por onde deveria. Aí reside o risco do erro, e o fundamento para a condenação do erro: banindo-se o erro bane-se o risco do imprevisto, na medida em que o certo é esperado e o incerto frequentemente pega o cidadão no pé … Continue lendo Ora viva quem vive!

ENCONTRAR-SE – Minha experiência na saúde mental de Taboão da Serra e meu compromisso comigo mesmo

                Dou-me, por uma vez, o direito de ser brega, consciente e descaradamente; espero que a oportunidade justifique a falta de classe.                 Tive vida agitada ultimamente, muitas mudanças em muito pouco tempo – a maioria das mudanças muito boas e interessantes, pelo que sou grato. Trouxeram, no … Continue lendo ENCONTRAR-SE – Minha experiência na saúde mental de Taboão da Serra e meu compromisso comigo mesmo