À porta

Quando ele enfim nunca mais voltou eu pude, por um tempo, descansar. Pude olhar ao redor, pude olhar a mim mesma, pude ter medo, e então raiva, e enfim nojo - primeiro de mim mesma, mas depois, brevemente, dele. Contemplei, curiosa, a presença tão nítida dele em meus pensamentos. O nojo dele era uma presença … Continue lendo À porta

Anúncios

Marcha inexorável

  Quando ele sentou na mureta para terminar  em paz a conversa com a Amanda já reparou nela; enquanto a Amanda relatava como o Breno passou mal e como a Ana ficou com um cara com quem nem chegou a conversar ele, já menos interessado, contemplava a moça, e foi ficando embasbacado: ela não estava olhando para … Continue lendo Marcha inexorável