Vida Loka

Primeiro vem a pontada na cabeça – agora só a agulhada, já já explode mesmo. A língua tateia receosa a boca seca. Primeiro ele aperta os olhos, cria coragem, e então estrala os olhos, assim de repente. Que casa é essa? Ele está pelado, um lençol de seda bordô jogado cobrindo os pés. Alguém atrás … Continue lendo Vida Loka