Ruínas do Pontalis que eu nunca li

   A palavra é a morte da arte.    A palavra põe contornos e limites lá onde a experiência nua grita, lá onde surge o indômito apelo que faz na arte sua morada e expressão.    Muitas vezes parece que há as artes da palavra, artes que são a partir das palavras que a possibilitam; … Continue lendo Ruínas do Pontalis que eu nunca li